Integrações do VCS: Configurando Online

To configure a Version Control System integration, specify which source files should be translated and how Crowdin should structure the translated files in your repository.

Configuração de ramo

Once you selected your repository and branch for translation, the next step you need to do is to configure the selected branch. Click to open the Branch Configuration dialog and start the configuration. In the Branch Configuration dialog, you can either load the existing configuration file stored on your repository or create a new configuration from scratch.

Integração configurada

Carregar uma configuração

To load the existing configuration file stored on your repository, follow these steps:

  1. Click Load configuration.
  2. Digite o nome do arquivo de configuração do seu repositório.
  3. Clique Continuar.

Carregar configuração

The configuration will be displayed in the Branch Configuration dialog. You can use it as is or modify it if needed.

Criar uma configuração

To create a new configuration file that will be used by the integration, specify the preferred name and click Continue in the Branch Configuration dialog.

Configuração de ramo

Then specify the source and translated file paths using patterns and placeholders listed below. In the right panel, you can preview the structure of the source files that will be uploaded for translation and the structure of the translated files based on the specified paths.

Once you finish setting up the configuration for the selected branch and save the changes, the configuration file will be saved to the root of the translation branch in your repository.

Padrões

* (asterisco)

Represents any character in the file or directory name. Se você especificar um “*.json”, ele incluirá todos os arquivos, como “messages.json”, “about_us.json” e qualquer coisa que termine com “.json”.

** (duplo asterisco)

Corresponde a qualquer texto recursivo (incluindo subdiretórios). Nota que podes usa ** nos padrões de origem e tradução. When using ** in the translation pattern, it will always contain a sub-path from the source for a certain file. Por exemplo, pode usar a origem: ‘/en/**/*po’ para enviar todos os arquivos *.po para o Crowdin, recursivamente. O padrão de tradução será ‘/%two_letters_code%/**/%original_file_name%’.

? (ponto de interrogação)

Corresponde a qualquer caractere único.

[set]

Corresponde a qualquer caractere único em um conjunto. Comporta-se exatamente como conjuntos de caracteres no Regexp, incluindo negação de conjunto ([^a-z]).

\ (barra invertida)

Escapa o próximo metacaractere.

Espaços reservados

Usa espaços reservados para identificar onde os arquivos traduzidos serão colocados e como eles serão nomeados:

Nome Descrição
%original_file_name% Nome do arquivo original
%original_path% Pega os nomes das pastas projeto no projeto do Crowdin para caminho o caminho de arquivo no pacote resultante
%file_extension% Extensão do arquivo original
%file_name% Nome do arquivo sem extensão
%language% Nome do idioma (por exemplo, Ucraniano)
%two_letters_code% Código do idioma ISO 639-1 (por exemplo uk)
%three_letters_code% Código do idioma ISO 639-2/T (por exemplo ukr)
%locale% Localidade (por exemplo uk-UA)
%locale_with_underscore% Localidade (por exemplo uk-Ua)
%android_code% Identificador de localidade do Android usado para nomear diretórios "values-"
%osx_code% Identificador de localidade do OS X usado para nomear diretórios ".lproj"
%osx_locale% OS X locale used to name translation resources (e.g., uk, zh-Hans, zh_HK)

Configurações avançadas

Ignorar arquivos

If some files shouldn’t be translated, click Add ignored pattern, specify the respective pattern for these files, and Crowdin won’t upload specific files for translation.

Ignorar arquivos ou pastas

Mapeamento do Idioma

If your project uses custom names for locale directories, you can use Language Mapping to map your own languages to be recognized by Crowdin.

Para adicionar mapeamento de idiomas, siga estes passos:

  1. Clique em Mapeamento de Idiomas. Language mapping
  2. Select the necessary language and a placeholder.
  3. Specify your custom code.
  4. Clique Adicionar mapeamento para adicionar outro código personalizado.
  5. Clique em Salvar. Language mapping

Configurar folhas de cálculo

You can specify the scheme of your spreadsheet file in the Scheme field. Para formar o esquema de seu arquivo CSV ou XLS/XLSX, use as seguintes constantes:

identifier – A coluna contém identificadores de texto. source_phrase – A coluna contém textos de origem. source_or_translation – A coluna contém textos de origem, mas a mesma coluna será preenchida com traduções quando o arquivo for exportado. Ao enviar traduções existentes, os valores desta coluna serão usados como traduções. translation – A coluna contém traduções. context – A coluna contém comentários ou informações de contexto para os textos de origem. max_length – A coluna contém valores de limite de comprimento máximo para as traduções dos textos. labels – A coluna contém rótulos para os textos de origem. none – Coluna que será ignorada na importação.

Scheme example: identifier,source_phrase,context,fr,de,it,uk (Language Codes).

If a spreadsheet contains the translations for multiple target languages, select Multilingual spreadsheet. If you don’t want to translate the text stored in the first row, select Import first line as a header.

Arquivos de folha de cálculo

Configurar arquivos XML

Arquivos XML

Traduzir conteúdo Select to translate texts stored inside the tags.
Traduzir atributos Select to translate tag attributes.
Segmentação de conteúdo Select to split the source XML file's content into shorter text segments.
Nota: Quando a segmentação de conteúdo está ativada, o upload da tradução é feito por uma tecnologia experimental de aprendizado de máquina.
Elementos traduzíveis Este é um array de frases, onde cada item é o XPaths para elemento DOM que deve ser importado.
Caminho da amostra: /path/to/node or /path/to/attribute[@attr]

Parâmetros adicionais

Os seguintes parâmetros não podem ser configurados online:

  • preserve_hierarchy - salva a estrutura de diretórios no Crowdin
  • dest - permite que especifiques um nome de arquivo no Crowdin
  • tipo - permite que especifique um tipo de arquivo no Crowdin
  • update_option - mantém traduções e mantém/remove aprovações das frases alteradas durante a atualização do arquivo
  • commit_message - additional commit message that can include Git tags
  • export_languages - exporta as traduções para os idiomas especificados

Once you save the online configuration, a crowdin.yml file will be saved to the root of the configured branch in your repository. Pode editar este arquivo, manualmente, para adicionar os parâmetros necessários.

Leia mais sobre o arquivo de configuração.

Salvando configuração

Clique Salvar para visualizar a configuração criada.

Salvar configuração

Click Add File Filter if you have various file groups with different configurations.

If several branches in the project share the same configuration, and the same filters should be applied to them, select Apply filters to all translatable branches.

Clique Salvar para salvar a configuração criada.

Aplicar filtros para todos os ramos traduzíveis

When the configuration is saved, the localizable files will start uploading to your Crowdin project.

Sincronização em progresso

Veja também

Este artigo foi útil?